domingo, 7 de abril de 2013

Penteados



E hoje apetece-me falar de penteados.

Qué que foi? Falo do que me apetece aqui, e se me apetece falar de penteados e a sua evolução falo. (“falo” é uma palavra magnífica, não é?) hihihihihi

Ora bem, esta coisa dos pelos púbicos (ou públicos se for um filme porno) tem muito (ou quase nada) que se lhe diga.
Nos anos 70 (lamento mas antes disso devia ser o caos, os horror), vou partir dos anos 70 do sec. XX.

Ora bem nessa altura a grande moda era a big-trunfa, coisa para fazer inveja a qualquer penteado mais afro. Aliás é ver os velhinhos a comentarem “tinha uma pentelheira” como se isso fosse um tesouro alcançável por poucas.

Aliás, em criança (há séculos, portanto) ouvi dizer que “mulher sem pintelhos é bruxa”. Não percebi bem a ligação na altura, e continuo sem perceber.

O que raio tem a bruxaria a ver com a falta de pêlo? Queimavam-nos a saltar as fogueiras que faziam quando se reuniam com o meu pai? Este é mais um dos mistérios insondáveis do universo.

O problema (para os amantes do carpélio) foi o aparecimento dos bikinis cada vez mais reduzidos, e bikini reduzido significa carpélio reduzido, sim que se há coisa nojenta de ver (ou engraçada, depende do ponto de vista) é ver uma fulana “toda boa” com bigodes laterais.


E a redução tem sido tanta que, actualmente, o mulherio não quer é pelo nenhum, ou quando muito deixam um tufinho “à Hitler” e já é muito.

E agora há a depilação definitiva e tudo. Quero ver se a moda felpuda volta como é que vão resolver o problema, vai abrir-se um nicho de mercado “perucas pubianas” hihihihihihi


E os homens?

Bom, homem que é homem não se depila. Uga buga.

Nã nã nã nã nã mentira, agora há os kilometrosexuais (que aquilo de metrossexuais já é uma medida curta), eles depilam-se, não só nas pernas, no peito, nas costas, nos braços, e sim, também os tin-tins (autchh deve doer cumó catano), e ficam ali que, com óleo devem escorregar como uns verdadeiros enguias.

Depois há os que “não estão nem aí” e têm os pêlos todos com que a natureza os dotou, nunca aparando nada em lugar nenhum, largando mais pêlo que um cão. Mas há quem goste.

A minha teoria para o total desmatamento que hoje se verifica é: Os filmes porno. Porquê? (dirão vocês de olhos arregalados - parecem o Lobo Mau, que quer comer a capuchinho, mas acaba sempre por ficar com a avózinha), porque nos filmes, se não houver pelos vê-se melhor, e, nos homens, a pila parece maior, se não tiver aquela sombra negra ali a tapar a “paisagem”. Além disso fica tudo com um ar mais asseado, porque depois a nhãnha e tal agarrada aos pelos não é coisa bonita de se ver.


Há que lembrar a cultura Bear, que se estão a borrifar para os canônes da beleza, são o que são, gordinhos ou magros, com pêlos, e sem complexos. A eles, a minha vénia.

E por aí? Quais são as preferências, e porquê?

14 comentários:

Fabiano Caldeira disse...

Ah, ah, ah... então, né? Sou suspeito pra falar sobre pelos.

Sou Bear, mas.... Não gosto da ideia de não cortar pelo nenhum. Sou homosseuxal e gosto de homens peludos, mas, em determinadas áreas, não dá para ficar sem aparar. Tem que ter o bom senso de cuidar, sim. Tirar um pouco quando é demais.

Axilas e púbis com pelos em excesso é algo meio estranho. Mas, não consigo achar muito bonito os homens que estão depilando-se completamente. Para mim, é quase o mesmo que olhar uma mulher. Podem até ser bonitos, mas não me despertam maior atenção do que olhar um homem que tem seus pelos consigo e gosta de cuidar deles.

Que postagem gostosa!

Abraços a tenha uma boa semana!


Fabiano Caldeira.

pco69 disse...

Nela? Sem. Em mim? Depende do estado de espirito. No entanto não creio que a noção de retirada de depêlo se deva aos filmes porno. A não ser que isso seja nos states. Por cá, creio que deriva da internet.

Isto numa lógica de visualização, porque numa lógica de utilização... por parte dela, ela afirma que (para além de lhe fazer imensa comichão nos primeiros dias) é mais higiénico. Por minha parte, deixa o clitóris muito mais acessivel e não tenho necessidade de cuspir pintelhos a cada 10 segundos :-)

Venerável Victor disse...

Diaba, em 99% dos casos prefiro sem pêlos ou muito bem aparados, acho melhor para cair de boca quanto por uma questão de estética. Porém para alguns casos, a coisa peluda me agrada, porque vai alimentar um outro fetiche... rs

Quanto as mulheres sem pêlos lá serem tidas como bruxas, segundo minha vó, elas ficam sem os pelinhos por transarem com o diabo e o dito cujo dele em chamas acaba com os cabelinhos das moças...

Anónimo disse...

Gajos peludos ou sem pelos não tenho nada a ver por isso siga, pessoalmente aparo-me por uma questão de higiene e estética, então se já aparo os pelos da barba não custa de fazer saltar a máquina para a fruta de vez em quando.

Quanto a mim que ando a lamber há umas boas décadas... pergunto aos gajos daqui que se queixam de ficar com pintelhos na boca: talvez andem a lamber no sítio errado, aquilo não são carpetes...

Não tenho o fetiche dos pelos nas mulheres ou antes tenho, pêlos nos sovacos e nas pernas é um no-no pois nem estamos ainda numa nova era glaciar nem somos esquimós.

Ratas bem aparadas é um must ou mesmo lisas, mas também não seria por isso que me negava se não fossem, ainda sobre os esfíncteres prefiro sem pelos à volta mesmo, independentemente de haver anilingus ou não.

Espero ter ajudado.

-Bladder

Nuno Amado disse...

Fabiano Caldeira
Para mim sem pelo! Não gosto de pelos...
:P

pco69
Volta e meio aparo o que tenho a mais de pelagem, nas zonas críticas... lol
(pelos na boca não...)
:D

Nuno Amado disse...

Venerável Victor
ahahahahha
Não sabia dessa! Das bruxas ficarem sem pelos por o "coiso" do Demo fica em chamas!!!
:D

Bladder
Não é uma questão de lamber carpetes, mas há sempre um que salta e vem para ao sítio errado, e depois parece que um tipo anda a fumar cigarros sem filtro...
Para mim lisinho e aparado tipo Hitler!
:D

Anónimo disse...

"há sempre um que salta"? normalmente salta tudo no banho prévio mas pronto, também não é preciso lamber com muita força...

Essa do Hitler teve piada, é uma referência a uma historieta do Happy Sex.

-Bladder

Nuno Amado disse...

Bladder
Desculpa mas um "bigodinho à Hitler" até que é giro...
:D

Anónimo disse...

Não peças desculpa.

É um estilo piloso interessante, pena ter sido estragado por aquele gajo, já nenhum homem se atreve a usá-lo devido à aura que o cobre.

Apesar de estar antes desse fulano associado ao Charlot será sempre identificado com o Hitler, por exemplo.

Hoje em dia, envergonhado, apenas existe escondido nas cuecas das mulheres não deixando de receber uma saudação (não nazi) de língua de vez em quando, lol.

Considero uma tatuagem no pubis mais sensual.

-Bladder

Nuno Amado disse...

Bladder
Áh! mas eu não estou a pedir desculpa, foi apenas uma forma de dizer...
E sim... o bigodinho do Hitler agora anda escondido nas cuecas das mulheres! LOL
(Nunca tinha pendado nisso dessa maneira...)
ahahahahhaha
:D

Come e Cala disse...

Sou relativamente peludo nas pernas e na zona genital, um pouco nos braços e não muito no peito. Não me depilo nem tenciono fazê-lo. Se a minha namorada insistisse, das duas uma: ou estava marado (irreconhecivelmente marado) e fazia-o só porque ela o pedia, mas era um mau agouro quanto à durabilidade da nossa relação daí em diante, ou recusaria e o mais certo era a coisa acabar pouco depois (se para ela isso era assim tão importante)...

Quanto a elas, detesto as totalmente rapadas. Vão-me desculpar, mas até me mete uma certa impressão: parece sexo de pré-pubescente, coisa de pedófilo, portanto.
Lembro-me que uma vez (há mais de 10 anos) a minha namorada se rapou completamente, ou quase. Detestei. Não sei o que lhe deu na cabeça. Eu não lhe disse nada do que pensava (na altura não tinha ainda muito à-vontade), mas talvez ela tenha reparado que aquilo não me entusiasmava, pois nunca mais repetiu... O mortinho que eu estava por os pêlos voltarem a crescer devidamente!

Gosto dos pêlos púbicos ao natural, eventualmente um pouco rapados de lado, apenas o suficiente para não extravasarem do biquini (que, por essa razão, não gosto demasiado reduzidos, excepto da parte de trás).
Não sou fã da pentelheira ovina, pelo que um pouco cortados não está mal, mas sem rapar e sem desfazer a natural forma em triângulo invertido, que acho bem sexy.

Chamem-me ultrapassado, mas eu diria que simplesmente prefiro uma cona “vintage”, com pêlos mais ou menos ao natural, formando um afrodítico triângulo.

Nuno Amado disse...

Come e Cala
Náh... para mim sem pelo!
E no que respeita à zona genital aceito um tufinho se estiver bem aparado e for pequeno, ou com um corte artístico!
Pelos nos sovacos grandes, tipo homem??
Isso para mim é sinónimo de ficar com a picha murcha automaticamente...
:D

Come e Cala disse...

Como disse, não aprecio os pêlos compridos, lanzudos. Devem ser aparados (isto é, cortados mais curtos). Mas, no essencial, gosto que a sua "área de abrangência" se mantenha no natural triângulo púbico: jardim com a relva aparada, mas a cobrir o terreno original. :o)

Nuno Amado disse...

Come e Cala
LOL
Eu gosto mesmo (não falando em depilação total na área vaginal) no máximo de um penteado tipo pára-quedista!
ahahahahha
:D